blog-post image

LICOPENO, LUTEÍNA E ZEAXANTINA

LICOPENO, LUTEÍNA E ZEAXANTINA.
Iramaia Bruno Silva
Os alimentos funcionais e seus compostos bioativos não curam
doenças, mas auxiliam na prevenção. Seu uso na dieta habitual torna o
organismo mais resistente e capaz de combater a doença de forma mais efetiva.
É recomendado que esses alimentos sejam consumidos na sua forma mais
natural possível, para que haja favorecimento dos seus componentes ativos que
trazem benefícios a saúde, sendo ideal que o consumo de frutas, verduras,
legumes, fibras, alimentos integrais e alimentos ricos em ômega 3 sejam
consumidos em maior frequência.
Entre os alimentos funcionais e seus compostos bioativos mais discutidos
atualmente estão os carotenoides. São substâncias com pigmento vermelho-
alaranjado, presentes em frutas e hortaliças tais como laranja, mamão, manga,
cajá, pequi, tomate e cenoura, entre outros. Os compostos em evidência em
estudo atuais são o licopeno, por sua atuação na prevenção de cânceres, a
luteína e zeaxantina, por sua atuação na preservação da mácula ocular.
Licopeno
Os
carotenoides
não
são
sintetizados pelo corpo humano, desta
forma, a obtenção desse alimento funcional
só é possível através de uma dieta que inclui
fontes desse nutriente. O licopeno é
encontrado em frutas, verduras e legumes
https://www.mundoboaforma.com.br/11-alimentos-ricos-em-
licopeno/
de cor vermelha como o tomate e derivados, melancia, pimentão vermelho,
beterraba. Suas propriedades funcionais têm como função prevenir câncer de
próstata, normaliza os níveis de colesterol. Ele também possui ações
antioxidantes, além de proteger as células do organismo contra os radicais livres.
LuteínaA luteína é um potente antioxidante que
tem como função proteger as células dos radicais
livres presentes nos tecidos. Sendo assim, há uma
diminuição
no
risco
de
adquirir
doenças
degenerativas. A principal fonte desse nutriente
encontra-se nos brócolis, pêssego, gema do ovo. Sua
função nutricional no corpo age na forma de proteção da retina contra a
degeneração macular e retinal.
Zeaxantina
A Zeaxantina possui a mesma função antioxidante da luteína, que
combate os radicais livres protegendo as células. Esse nutriente está presente
na retina junto com a luteína, evitando a degeneração macular e retinal. Ela limita
o estresse oxidativo e filtra a luz azul danosa aos tecidos, diminuindo os riscos de
doenças nos olhos. Os alimentos na qual pode-se ser encontrado esse nutriente
é na maçã, manjericão, uva e caju.
Bibliografia consultada:
AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Alimentos Funcionais.
Brasília, 2016.
STRINGHETA, P. C. et al. Luteína: propriedades antioxidantes e benefícios a
saúde. Alim. Nutr., Araraquara, v. 17, n. 2, p. 229-238, abr-jun, 2006. Disponível
em:
<http://serv-
bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/alimentos/article/view/268/261>. Acesso em:
06 out. 2017.
TORRES, E. F. S. Alimentos funcionais e saúde pública. Rev. Racine, [s.l.], v. 62,
n. 1, p. 38-47, 2001.
VIDAL, A. M. et al. A ingestão de alimentos funcionais e sua contribuição para a
diminuição da incidência de doenças. Caderno de Graduação - Ciências
Biológicas e da Saúde, Aracaju, v. 1, n.15, p. 43-52, out, 2012. Disponível em:
<https://periodicos.set.edu.br/index.php/cadernobiologicas/article/view/284>.
Acesso em: 02 out. 2017.